Vitória da Conlutas em Pernambuco

No início da madrugada do dia 19 foi encerrada a apuração dos votos da eleição para o Sindicato dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos em Pernambuco (SINTECT-PE). A entidade foi a primeira da categoria a romper com a CUT e se filiar à Conlutas. A Chapa 1, composta por membros que já dirigem o sindicato, entre eles militantes do PSTU e da Conlutas, obteve 55% dos votos, derrotando as duas chapas governistas.

A Chapa 2, com militantes do PCO e do PT (uma chapa laranja formada para retirar votos da Chapa 1), obteve 12%. E a Chapa 3, composta por militantes do PCdoB, PSB e PT, e que contou com o apoio da CUT e da direção regional dos Correios, chegou a 29%.

O programa da Chapa 1 era o único que tinha como ponto central a defesa de um sindicato independente do governo, da empresa e dos patrões. Por isso, os ataques foram constantes. No entanto, quanto mais a oposição cutista atacava a direção do sindicato, mais aumentava a disposição da base de querer contribuir política e financeiramente com a Chapa 1.

Durante os dois dias de votação, foi gratificante ver os trabalhadores rompendo as algemas que os prendiam e passando a assumir sua posição, mesmo diante das perseguições da empresa. Foi a confiança da categoria em nosso programa político que levou a Chapa 1 a conquistar mais que o dobro de votos em relação à eleição passada.

A vitória da Conlutas foi um duro golpe para os governistas e a empresa, que terão de conviver mais três anos com um sindicato independente, de luta, democrático e controlado pela base. Também foi uma vitória muito importante para os trabalhadores dos Correios em nível nacional e especialmente para a construção da Conlutas em Pernambuco.

Post author Hallinsson Tenorio, de Recife (PE)
Publication Date