URGENTE! MTST protesta por moradia e sofre brutal repressão

O Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) fechou três rodovias em São Paulo, na manhã desta quarta-feira, como forma de protestar por moradia. Os manifestantes foram atacados por um motorista e também sofreram repressão policial.

Os sem-teto interditaram as rodovias Raposo Tavares, Castello Branco e Régis Bittencourt. O movimento exige a desapropriação de terras ociosas e a retirada das ações de despejo.

Na Raposo Tavares, um motorista de uma Blazer furou a manifestação, jogando o carro em cima dos sem-teto. Como se não bastasse, ele ainda atirou contra os ativistas. Três ficaram feridos e foram levados ao pronto-socorro. O atirador fugiu em seguida, conforme testemunhou a própria polícia.

Também houve repressão policial. Segundo a Folha Online, apesar de ter sido pacífica a manifestação, a polícia usou gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes em pelo menos um ponto, na Castello Branco.

O PSTU repudia qualquer ato de violência contra os trabalhadores sem-teto, bem como a qualquer setor do movimento dos trabalhadores. A luta por moradia é legítima e deve ser levada em frente com toda a força. O povo que luta só tem como ferramenta os protestos de rua, o bloqueio de estradas, pois a própria Justiça tem se colocado historicamente ao lado dos grandes proprietários.

Os sem-teto queriam chamar a atenção para um problema que atinge milhões de pessoas em nosso país. Acreditamos que a postura da maioria da população não seja a mesma desse senhor que atirou contra o movimento. Entretanto, é urgente que haja punição para ele.

Da mesma forma, repudiamos a ação repressiva da Polícia Militar, que vem dando mostras de violência e truculência – como foi no 8 de Março – e repete a cena contra os sem-teto.

SAIBA MAIS: