Trabalhadores da Volks mantêm greve

Direção do sindicato não queria o movimento e conduz a greve com má vontadeOs trabalhadores da Volkswagen do ABC paulista vem demonstrando muita disposição de luta. Eles mantiveram a greve, que já dura mais de 10 dias, e vaiaram a proposta apresentada pela empresa, de R$ 5 mil como Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Os de Taubaté voltaram ao trabalho e os metalúrgicos de São Carlos analisavam a proposta. O problema agora está na solidariedade que as outras categorias terão de prestar aos trabalhadores do ABC, já que a direção do sindicato não move uma palha para que a greve seja vitoriosa e a está conduzindo com má vontade, pois não deseja a mobilização. Sequer realizaram campanhas de solidariedade entre os metalúrgicos da região. Foram os trabalhadores da Volks que compraram a briga.

O presidente da Volks afirmou que não vai renovar o acordo de garantia de emprego. Os trabalhadores da fábrica do ABC querem demonstrar que estão mobilizados, mas a direção do sindicato não faz nada.

A direção da empresa montou um esquema de guerra para derrotar a greve. Contratou mais de cem seguranças e colocou os chefes para trabalhar, além de telefonar para a casa dos trabalhadores.

Post author Emmanuel Oliveira, de São Bernardo do Campo (SP)
Publication Date