Sindisprev-AM desfilia-se da CUT

Em assembléia no dia 18 de abril, convocada para discutir a permanência ou não do Sindicato dos Previdenciários do Amazonas à CUT, os trabalhadores votaram amplamente pela desfiliação.

A defesa feita pelo representante da CUT, Ademar, que expôs as razões para que o Sindisprev permanecesse filiado à entidade, foi acompanhada com um misto de atenção e desilusão. Após a sua intervenção, não houve nenhum aplauso ou qualquer outro gesto de aprovação da categoria.

No entanto, a defesa pela desfiliação, argumentando a necessidade de trilhar, a exemplo de milhares de trabalhadores brasileiros, uma luta conseqüente contra as reformas do governo Lula, foi finalizada sob os aplausos mais efusivos da assembléia. Foi assim porque a categoria não agüenta mais a ausência da CUT nas suas lutas e a sua cumplicidade vergonhosa com o governo Lula, bem como com Braga e Serafim, governos estaduais e municipais, respectivamente.

Agora, vencida essa etapa, só resta ir a campo e travar uma discussão democrática com a base da categoria sobre a Conlutas. Essa é uma tarefa de grande importância para que o Sindisprev-AM possa se somar às iniciativas nacionais de combate ao PAC e as reformas neoliberais em curso.