Sem-teto do pinheirinho resistem em terreno do especulador Naji Nahas

Há quase dois anos em um terreno de mais de 1 milhão de hectares, os sem-teto da ocupação do Pinheirinho, em São José dos Campos (SP), são um exemplo de luta e resistência.

O terreno do megaespeculador Naji Nahas foi ocupado em fevereiro de 2004, após estar abandonado há 30 anos. Até agora, as 1.200 famílias, das quais 2.500 são crianças, mantêm-se no local com uma liminar.

Mas, como se não bastasse a constante ameaça de ter que deixar o local, no fim de outubro, as empresas Eletropaulo e Sabesp recorreram à Justiça para impedir que os moradores usassem água e luz que essas companhias fornecem. A tropa de choque montou uma megaoperação, até com helicóptero, mas uma liminar deteve o corte.
Segundo Valdir Martins, o “Marrom”, do Movimento Urbano dos Sem-Teto (MUST), além das iniciativas na Justiça, a intenção é intensificar a campanha de solidariedade e em defesa da ocupação.

Post author
Publication Date