Presos políticos de Caleta Olivia terminam greve de fome

Após a greve de fome que teve pequena, mas importantes vitórias, encerraram a greve de fome os 6 presos políticos argentinos, com isso foram reconduzidos as suas celas. O juiz de instrução prometeu para os próximos 10 ou 15 dias uma decisão se será mantida a prisão preventiva dos companheiros. Portanto, os próximos passos são muito importantes.

A repercussão da campanha está tão forte que Kirchner desmarcou sua viagem a Caleta Olivia, na província de Santa Cruz, província do qual foi governador durante bom tempo e onde tinha forte respaldo popular. O motivo fundamental é que teve medo de se deparar com as manifestações pela liberdade dos lutadores sociais.

Nesta quinta-feira, dia 25, uma delegação de parlamentares e sindicalistas será recebidos pelo embaixador da Argentina no Brasil. Esta delegação levará a exigência pelo fim da Criminalização dos Movimentos Sociais e pela imediata libertação dos presos políticos de Caleta Oliva.

A campanha de recolhimentos de assinaturas exigindo a liberdade dos companheiros está crescendo, e as principais adesões desta semana são:

Senadores Cristóvão Buarque e Eduardo Suplicy;
Rogério Silva – Diretor da UNE;

BAHIA
Deputado Federal Nelson Pelegrino (PT-BA)
Deputados Estaduais José Guimarães (líder PT), Zilton Rocha (PT), José Neto (PT), Sargento Isidorio (PT), Yulo Oiticica(PT – Presidente da Comissão de Direitos Humanos), Iris Tavares (PT), Chico Lopes (PCdoB), Heitor Ferrer (PDT);

SERGIPE
Prefeito Eleito de Acarajú (SE)

CEARÁ
Francisco De Assis, Presidente da CUT-CE;
Fortaleza:
Vereadores José Airton (PT), Valter Cavalcante (PMDB), Francisco Pinheiro (PT), Francisco Mangueira e Martins Nogueira (PMDB)
Juazeiro do Norte:
Fábio José (Vereador PSTU);

RIO GRANDE DO SUL
Deputados Estaduais Dionilson Marcom (PT-RS) e Frei Sergio Goere (PT-RS).

Foram aprovadas moções no I Congresso da ADUNEB (Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Bahia) e no 49º CONAD (Conselho do ANDES – Sindicato Nacional).