Unicamp sedia seminário pelos 80 anos sem Lenin

Nos dias 23 e 24 de novembro e no dia 2 de dezembro, ocorrerá o seminário Lênin: 80 anos, no Auditório do IFCH da Unicamp. O evento é organizado pelo Centro de Estudos Marxistas (Cemarx), pelo Instituto Latino-Americano de Estudos Sócio-Econômicos (Ilaese) e pelas revistas Crítica Marxista e Outubro.
Confira abaixo a programação:

  • Dia 23 de novembro às 14h30

    O marxismo de Lênin
    É característica da intervenção teórica de Lênin sua amplitude. Além da evidente reflexão sobre a política, também ocuparam sua atenção a filosofia, a economia, e a cultura em momentos diversos. Esta mesa pretende discutir alguns aspectos dessa intervenção, bem sua interpretação pelas diferentes tradições do marxismo.

    Alvaro Bianchi (DCP/IFCH/Unicamp)
    João Quartim de Moraes (DF/IFCH/Unicamp)
    Ligia Osório (IE/Unicamp)

  • Dia 23 de novembro às 19h

    Partidos e sindicatos
    A teoria do partido, formulada por Lênin já nos primeiros anos do século XX é, também, uma teoria sobre as formas da luta de classes. Essa primeira elaboração teórica levada a cabo por Lênin ganhará grande plasticidade nos últimos anos da década de 1910 e nos primeiros da década seguinte. Aos problemas das diferentes formas da luta de classes e de sua articulação, soma-se a reflexão sobre o lugar ocupado pelos partidos e pelos sindicatos no processo de construção do socialismo. Os diferentes momentos da contribuição de Lênin à teoria dos partidos e dos sindicatos será objeto desta mesa.

    Américo Gomes (advogado trabalhista e membro do Ilaese)
    Andréia Galvão (DCP/IFCH/Unicamp)
    Marcos Del Roio (Unesp/Marília)
    Rachel Meneguello (DCP/Unicamp)

  • Dia 24 de novembro, 9h

    Imperialismo e revolução
    Fortemente marcada pela Primeira Guerra Mundial, a teoria do imperialismo ocupa um lugar central no pensamento de Lênin. Sua articulação com uma teoria da revolução fica evidente já em seu texto clássico Imperialismo, etapa superior do capitalismo. Base de uma política internacionalista, essa concepção tem uma forte característica espacial, na medida em que permite pensar a diversidade dos processos revolucionários em contextos nacionais particulares.

    Lúcio Flávio de Almeida (PUC-SP)
    Osvaldo Coggiola (História/USP)
    João Ricardo Soares (Ilaese)
    Fernando Lourenço (DS/Unicamp)

  • Dia 24 de novembro, 14h30

    Estado e transição socialista
    Qual a relação entre a teoria do Estado e a teoria leninista da revolução? Como avaliar as teses ditadura do proletariado e da extinção do Estado? Quais são as relações entre a teoria do Estado e a teoria da transição?

    Armando Boito Jr (DCP/IFCH/Unicamp)
    Ângela Lazagna (doutoranda em Ciências Sociais IFCH/Unicamp)
    Edmundo Fernandes Dias (professor-aposentado do DS/IFCH/Unicamp)
    Maria Orlanda Pinassi (Unesp/Araraquara)

  • Dia 2 de dezembro, 9h

    Leninismo e a luta socialista hoje
    Um seminário como este não poderia deixar de discutir a política hoje. Para tal serão convidadas diferentes correntes de esquerda que dialogam com a tradição leninista no Brasil.

    Augusto Buniccore (PCdoB)
    Eduardo Almeida (PSTU)
    Plínio de Arruda Sampaio Jr. (Consulta Popular)
    P-SOL

  • Visite o especial 80 anos sem Lenin