Prefeitura rompe acordo com moradores da ocupação João Cândido

Conforme negociação entre o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-teto) e a prefeitura de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, os moradores da ocupação João Cândido começaram a se retirar do terreno nesta sexta-feira pela manhã. Eles caminharam sete quilômetros até o terreno cedido pela administração municipal, onde deveriam permanecer até que casas populares fossem construídas para abrigar os sem-teto.

Ao chegar ao local, os ativistas tiveram uma surpresa: o prefeito, Jorge José da Costa (PMDB), rompera o acordo e não havia autorização para a entrada dos sem-teto. O movimento, sem outra alternativa, ocupou o espaço mesmo assim.

A situação neste momento é tensa. Os sem-teto tentam se acomodar no terreno que não tem a mínima infra-estrutura. Além de romper o acordo e não garantir um local para a permanência das famílias, o prefeito está incitando a população do entorno a hostilizar os ocupantes. Xingamentos e ofensas estão sendo dirigidos ao movimento sistematicamente.

Diante desse quadro, está em risco, inclusive, a segurança das famílias. Qualquer incidente que venha a ocorrer será responsabilidade exclusiva do prefeito.

O MTST está organizando uma entrevista coletiva, em data e local a serem divulgados, com a presença de parlamentares, sindicalistas e representações dos movimentos sindical, estudantil e popular.

Moções exigindo o cumprimento do acordo devem ser enviadas para [email protected]