Prefeito do PT demite sindicalista no Recife

No dia 21 de abril, o prefeito do Recife, João Paulo (PT), demitiu a dirigente sindical Cláudia Machado Ribeiro, professora da Escola Solano Magalhães.
Cláudia é uma das principais lideranças à frente do Simpere (Sindicato dos professores Municipais do Recife) e, por isso, reconhecida pela categoria como referência de luta. Ela foi punida às vésperas de uma entrevista à Rede Globo, onde denunciaria o fato da prefeitura manter, há muitos anos, um anexo de escola “funcionando” em um clube/bar, onde alunos têm aulas, sem que as mínimas condições sejam oferecidas para tal.

Recife possui a maioria das escolas e creches municipais com sérios problemas de infra-estrutura, com turmas superlotadas e os professores recebendo baixos salários. O Simpere levou uma campanha denunciando as péssimas condições das escolas fazendo, inclusive, um dossiê divulgado amplamente na imprensa local.
Com a demissão, o prefeito tenta intimidar a categoria (que está em plena campanha salarial) e impedir a deflagração de uma greve contra as péssimas condições de trabalho.

Por outro lado, se João Paulo não resolve os problemas da educação, reajusta o seu próprio salário e os de seus secretários, aumenta o número de cargos comissionados.
A demissão de Cláudia é um profundo ataque à organização sindical dos trabalhadores. A campanha organizando pelo Simpere pela reintegração de Cláudia está tomando corpo. Além da Conlutas, várias entidades estão se solidarizando. Chamamos também a CNTE, a CUT e outras entidades para assumir essa campanha.

Post author Guilherme Fonseca, de Recife (PE)
Publication Date