Oposição consegue suspender eleição do Sindicato dos Bancários de São Paulo

Em mais uma traição, turma do Marcolino usa vale tudo para impedir mudançaA Justiça acatou pedido da Chapa 2 e suspendeu as eleições para o Sindicato.
Pois, o processo eleitoral montado pela turma do Marcolino, em mais uma traição e total desrespeito aos bancários, permite fraude, roubalheira, maracutaia!
Um escândalo!

Essa turma do Marcolino, com medo do voto do bancário, resolveu pisar na democracia. Eles querem impedir que a vontade da maioria dos bancários prevaleça. E pensar que esse pessoal falava tanto em “ética na política”! Eles não garantem o direito à fiscalização da eleição e montaram um processo eleitoral que dá margem para completa alteração dos resultados. Cadê a ética? Foi pro ralo. Como são atrelados ao governo, companheiros dos banqueiros e acham que o sindicato é deles e não dos bancários, pensam que podem tudo!

Veja só o absurdo e o desrespeito à base bancária:

a) Há uma diferença de 15 mil associados entre a listagem apresentada às chapas (45 mil sócios) e o balanço social do sindicato (60 mil). A diferença não é nada pequena e foi agravada ainda mais: na noite de ontem o Sindicato informou “ter descoberto” que outros 2 mil sócios, que constam da listagem apresentada à Chapa 2, não existem;

b)Além da discrepância no número de bancários com direito à voto (60 mil, 50 mil, 45 ou 43 mil?) há falta de informações sobre os registros de matrículas, lotação por agências e classificação contratual dos associados. Dito de outra forma, a turma do Marcolino entregou listas erradas à oposição, em que, além de não constarem matrículas dos associados, há prédios inteiros sem urna, com todo pessoal lotado em outro local, há quilômetros de distância de onde realmente trabalha. Um exemplo, entre outros, é o caso dos bancários do prédio do BB da Verbo Divino (Santo Amaro), que constam como votantes das urnas do BB –São João (centro). Se não bastasse, depois de dizer na comissão Eleitoral que haveria 20 mil aposentados com direito à voto, na listagem apresentada a Chapa 2 constam apenas 250. Por tudo isso, a Chapa 2 entrou na justiça e esta – perante esse mega escâdalo – deu liminar suspendendo as eleições por 10 dias e intimando o sindicato a fornecer uma nova lista, com número exato de eleitores, que permita à Oposição e a qualquer bancário fiscalizar o pleito. Agora, só esperamos que a turma do Sindicato não acione os seus amigos ministros para derrubar a liminar, como faz o governo pra abafar CPI. Os bancários têm direito à uma eleição limpa, afinal o Sindicato é dos bancários.

Junte-se à Chapa 2. Vamos resgatar o sindicato para os bancários! Nós merecemos respeito. Vamos exigir e garantir eleições limpas.

MARACUTAIA, NÃO!

OPOSIÇÃO BANCÁRIA

Mais informações: 3104.8944 / 9872.7853 – André Valuche