O operário e o poeta: trabalhador da construção civil lança livro de poesias em Belém

No dia 2 de fevereiro, foi lançado em Belém (PA) o livro de poesias Janelas de Maio, de Atnágoras LopesCerca de 100 professores, universitários e operários da construção civil, incluindo dirigentes sindicais, compareceram ao Bar do Gilson, tradicional espaço de chorinho de Belém, para o lançamento. Atnágoras dedicou as poesias aos familiares, amigos, militantes e a três operários da construção civil mortos em acidente de trabalho três dias antes.

Para o autor, o livro é uma síntese de sua trajetória de vida, com inquietações, lutas e sonhos. “As páginas poéticas desta obras são, portanto, uma coletânea produzida no tempo ‘inventado´ por este ativista social que, em meio às orações, passeatas, botecos e amigos, lavrou em versos seus sonhos e alguns momentos”, definiu o autor.

Atnágoras é presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Belém e foi candidato ao governo do Pará nas últimas eleições pelo PSTU.

O livro pode ser comprado a R$ 10 pelo e-mail atconlutas@yahoo.com.br.

CONFIRA ALGUNS TRECHOS DA OBRA:

Mais que dois
Lembro-me das noites,
Quase sempre mal dormidas,
Dos corpos nus
Embriagados de vida.

Os cachos
Entre marchas e massas de cimento
Erguemos novos momentos
De um mundo de gente livre
Do fim da exploração
Gritemos, cantemos, brindemos:
A festa da vida
A revolução!