Nesta quarta, São Paulo e Rio terão ato contra golpe em Honduras

Diante da volta do presidente eleito Manuel Zelaya a Honduras e do aumento dos protestos e da repressão, a Conlutas e outras entidades tomaram a iniciativa de realizar protestos nesta quarta-feira, dia 23 de setembro. O objetivo é mostrar a solidariedade ao povo hondurenho e exigir o fim do golpe militar no país. Os protestos serão em frente ao consulado de Honduras de São Paulo e do Rio de Janeiro a partir das 14h.

Assim que souberam da volta de Zelaya, milhares de pessoas passaram a noite em frente à embaixada,ignorando o toque de recolher oficial. No entanto, na manhã desta terça-feira, houve uma forte repressão na capital do país. Segundo Dirceu Travesso, que esteve recentemente no país em nome da Conlutas, “já há vários mortos e a repressão continua”.

O PSTU se soma a este ato e convoca todos os ativistas e organizações a caminharem juntos, em solidariedade ao povo hondurenho.

ATO PÚBLICO
Quarta-feira, 23 de setembro
a partir das 14h

Em frente ao Consulado de Honduras em São Paulo
(Rua da Consolação, 3.741 – Entre as ruas Mello Alves e Bela Cintra)

Em frente ao Consulado de Honduras no Rio de Janeiro
(Av. N. Sra. de Copacabana, 1.183)