GM pára 1h e meia em protesto contra demissão

Os trabalhadores do primeiro turno da General Motors de São José dos Campos (SP) pararam nesta sexta-feira a produção durante uma hora e meia. A paralisação foi para protestar contra as 600 demissões anunciadas pela empresa na quinta-feira.

Alegando retração no mercado, a GM reabriu PDV (Plano de Demissão Voluntária) na segunda-feira, mas já informou que se não alcançar a meta de 600 funcionários, que considera como “excedentes”, ela irá demitir.

Em negociação com a empresa, o Sindicato propôs redução da jornada, sem redução de salário ou licença remunerada, enquanto a produção estiver em baixa. A GM não aceitou e propôs lay-off (suspensão temporária do contrato de trabalho).
Haverá nova negociação na próxima segunda-feira, às 9h, na sede do Sindicato.

A GM de São José dos Campos possui 8.500 funcionários e fabrica o Corsa, Zafira e S10.

FONTE: Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos