Dia 1º de junho: Todos ao ato unificado dos servidores em Brasília

No dia 1º de junho, milhares de servidores irão a Brasília protestar contra o profundo descaso do governo com a categoria e o serviço público em geral. A manifestação está sendo convocada pela CNESF (Coordenação Nacional das Entidades do Serviço Público Federal) e será o primeiro ato público unificado do funcionalismo federal em 2006.

O sucateamento do setor público contrasta com a política neoliberal levada a cabo por Lula. Enquanto o governo anuncia um corte da ordem de R$ 20 bilhões do orçamento aprovado pelo Congresso para este ano, divulga também o resultado recorde do aperto fiscal realizado em abril para o pagamento dos juros da dívida. A fim de manter a confiança dos especuladores internacionais, o governo economizou cerca de R$ 19,4 bilhões, contabilizando 6,36% do PIB, número bem superior à meta estabelecida com o FMI, de 4,25%.

Enquanto isso o funcionalismo público amarga, somente durante o governo Lula, uma defasagem de mais de 30%. Nem mesmo os acordos rebaixados estabelecidos durante a campanha salarial em 2005 foram cumpridos. Cada dia que passa, o governo demonstra que não pretende cumprir o que prometeu. É hora de dar um basta! Vamos sair às ruas exigir o imediato cumprimento dos acordos e a recomposição salarial das perdas sofridas pelos servidores durante a gestão Lula.

No entanto, nada disso será possível se o governo continuar implementando sua política de desmonte, desviando os recursos públicos para o pagamento dos juros da dívida aos banqueiros internacionais. Portanto, ao mesmo tempo em que lutamos por nossas reivindicações, temos que nos mobilizar também pelo não pagamento da dívida pública. Só desta forma impediremos a continuação do arrocho de nossos salários e a destruição dos serviços públicos, garantindo os investimentos à saúde, educação e demais serviços essenciais à população.