Delegação vai exigir retirada das tropas do Haiti

Uma delegação de sindicalistas da Conlutas e representantes da OAB está em visita ao Haiti para levar solidariedade à população e exigir a retirada das tropas brasileiras e da ONU daquele país.

O Haiti está sob ocupação militar de tropas da ONU (MINUSTAH), comandadas pelo exército brasileiro, desde 1º de julho de 2004. A ocupação está serviço do imperialismo, cujo objetivo é explorar ainda mais o país.

No roteiro da delegação está programada uma audiência com o presidente e o primeiro-ministro do Haiti. A delegação vai entregar às autoridades haitianas um manifesto assinado por sindicatos, parlamentares e intelectuais pedindo a retiradas das tropas. Além disso, o grupo vai participar de atividades como uma visita às regiões onde estão as “maquiladoras” e realizar encontros com organizações camponesas.

A delegação da Conlutas conta com cerca de 20 representantes de importantes sindicatos e movimentos, como o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, com o Adilson dos Santos, o Ìndio; Sindipetro AL/SE, com Alealdo Hilário; Sindsprev-RJ, com Rolando Medeiros e Janira Rocha, que também faz parte da Direção Nacional do PSOL; o Sepe, com Dayse Oliveira; Apeoesp com Gege; Sindees-BH, com Ianni; o Must (Movimento Urbana Sem-Teto) do Pinheirinho, Valdir Martins, o Marrom; além da Conlute que será representado pelo estudante da Fatec Leandro Soto. Também compõe a delegação um observador do Conselho Federal da OAB, Aderson Bussinger.

O retorno ao Brasil ocorre no dia 4 de julho. Durante a visita da delegação serão publicadas notícias diárias sobre as atividades. Os informes estarão disponíveis no site da Conlutas e no Portal do PSTU.

Post author da redação
Publication Date