ABC luta por universidade pública

A luta pela universidade pública gratuita no ABC tem mais de 30 anos. O PT diz que fará uma universidade federal, mas quer fazer dela um projeto-piloto da reforma Universitária. Não é essa a federal que queremos! A necessidade de uma universidade está sendo utilizada como bandeira eleitoral pelo PT. O Consórcio Intermunicipal, o MEC e os industriais da região definiram que a universidade teria cursos semi-presenciais, autonomia financeira e com o ensino voltado para a indústria petroquímica.

No dia 23 de agosto aconteceu a maior das audiências públicas sobre a Ufabc, na Câmara Municipal de Santo André. A câmara foi tomada por mais de 250 estudantes e trabalhadores. Houve intervenções no plenário em defesa do caráter público da universidade. A UJS, representando a UEE e a UPES, defendeu o governo Lula e o programa Universidade para Todos. Mas os estudantes defenderam firmemente a federalização das autarquias e das fundações municipais, e se posicionaram contra a reforma Universitária. Além disso, no 10 Encontro de Estudantes do ABC foi tirado um abaixo-assinado em defesa da federalização.

O encontro, ocorrido no último dia 18, reuniu cerca de 100 estudantes e também discutiu a organização da Conlute e o apoio ao Encontro Estadual, por entender que a UNE já não fala em nosso nome.

No fechamento desta edição, no dia 27, os professores de Santa Catarina iniciavam uma greve, aprovada em assembléia realizada no dia 21. Eles reivindicam que o governo estadual reponha as perdas salariais.
Post author Regiane Moura, do ABC
Publication Date