Volta Redonda: Articulação frauda eleição e Justiça apreende as urnas

Nos dias 6 e 7, foram realizadas as eleições do Sindicato dos Metalúrgicos de Volta Redonda, região de grande tradição de luta dos metalúrgicos. Concorreram três chapas: Chapa 1 (Articulação e CUT), Chapa 2 (Força Sindical) e Chapa 3, composta pela CSC (PCdoB) e independentes com apoio da Conlutas.

As urnas ainda não foram abertas e estão guardadas na delegacia da Polícia Federal por determinação da juíza Linda Brandão Dias. O sindicato é dirigido pela Articulação (CUT), que fraudou e manobrou de todas as formas as eleições.

Na CSN, por exemplo, maior colégio eleitoral e onde a oposição tem força, para impedir que os trabalhadores votassem, as urnas só foram abertas às 10 horas da manhã, deixando de fora um turno que entra à meia-noite e sai às 8h, impedindo mil companheiros de votar. Após várias diligências, constataram-se as irregularidades que deram base para a suspensão da eleição.

Nesta semana, a juíza determinará se abrirá as urnas, se vai convocar nova eleição ou mesmo se concederá mais dias para que os trabalhadores possam votar.

Post author
Publication Date