Vitória: Justiça ordena Caixa a devolver legítima liberação aos bancários de Bauru e Região

A Justiça do Trabalho, em notável e justa decisão, publicada no dia 21, ordenou à Caixa Econômica Federal que mantenha a legítima liberação do bancário e diretor do Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, Carlos Alberto Castilho, o Beto, reeleito dirigente sindical pela Chapa 1 – “Sindicato é Pra Lutar!” -, com 63,7% dos votos, e legitimamente indicado em assembléia para permanecer liberado, integralmente à disposição da luta dos trabalhadores, com 86% dos votos.

Entenda o caso
Em circular 047/2007, a Contraf-CUT solicitou à Caixa Econômica Federal que simplesmente cortasse a legítima liberação de Beto Castilho, sem quaisquer justificativas ou esclarecimentos. Beto Castilho, a diretoria executiva do Sindicato e os bancários de Bauru e Região, em assembléia, decidiram, em conjunto, lutar por essa liberação, que é uma conquista histórica dos empregados da Caixa Econômica Federal.

Beto Castilho não retornou ao trabalho no dia 14 de maio como lhe ordenara a Caixa Econômica Federal, e o advogado do Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, Sandro Fernandes, ajuizou uma reclamação trabalhista com pedido de antecipação de tutela, pronta e justamente atendida pela Justiça.

Parabéns a todos! A Justiça foi feita! E a vitória é dos trabalhadores!