Veja como está a preparação da jornada de luta no país

Cresce o número de entidades e movimentos que se unem na convocação do 1º de abril. A Conlutas já lançou um boletim nacional com tiragem superior a meio milhão, levando a convocação para a base das principais categorias do país. Discute-se todos os tipos de protestos que podem ser realizados. Desde greves, paralisações parciais, atrasos de turno até fechamento de estradas.Nos dias 21 e 22 de março acontece a reunião da Coordenação Nacional da Conlutas, em São Paulo. Deve ser definido aí as atividades que a Coordenação deve promover no 1º de abril. Veja os preparativos em alguns setores:

São José dos Campos (SP)
Expoente da luta contra as demissões, principalmente com a luta heróica que trava na Embraer, o sindicato se comprometeu com a organização do ato na região do Vale do Paraíba.

Frente Nacional dos Petroleiros (FNP)
A Frente está envolvida na preparação da jornada. O Sindicato dos Petroleiros do Rio vai construir o dia de luta em sua base.

Os trabalhadores da Replan, refinaria da Petrobras em Campinas (SP), realizaram forte greve de cinco dias e aprovaram em assembléia a convocação da mobilização.

Metalúrgicos de Minas Gerais
A Federação Democrática está, com a Conlutas, programando ato de caráter estadual em frente à Novélis, em Ouro Preto, multinacional indiana que deve fechar no próximo mês. O ato vai exigir a estatização da empresa e a manutenção dos empregos. Outro ato ocorre em Itajubá.

Construção Civil
Em Belém (PA) e Fortaleza (CE), os operários preparam assembléias e mobilizações no próximo dia 1º, juntando a luta às campanhas salariais.

Funcionalismo público federal
Deve ter forte presença, principalmente depois que o governo se mostrou disposto a descumprir acordos firmados no ano passado, devido à queda da receita com a crise.

Coordenação Nacional de Entidades dos Servidores Federais
A CNESF realiza plenária no dia 15 de março e já está na vanguarda da convocação do dia 1º.

Correios
A Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios aprovou indicativo de paralisação no dia 1º de abril.

Servidores Estaduais
Destacam-se aí a preparação de importantes sindicatos como o Sepe do Rio e o Sinte, de Santa Catarina (SC), além do sindicato dos trabalhadores da educação do Pará. Em São Paulo, a Oposição Alternativa na Apeoesp também convoca a jornada de protestos.

Movimento estudantil
Foi lançado um jornal que divulga o Encontro Nacional dos Estudantes, que será realizado em junho no Rio, e que convoca todas as entidades comprometidas com a organização do congresso a preparar o dia 1º de abril. No próximo dia 21 de março, entidades estudantis de todo o país se reúnem em Salvador para organizar o Congresso Nacional dos estudantes e a sua participação no dia 1º de abril.

Movimento Popular
O MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-teto) convoca o dia de luta. Em São José, os moradores da ocupação do Pinheirinho estarão presentes no ato da Conlutas.

Post author
Publication Date