Trabalhadores da Vale têm Encontro Nacional

Reunião aprova campanha salarial e plano de lutasOs trabalhadores da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) de todo o país, reunidos nos dias 19 e 20 de julho em Vitória (ES), reafirmaram a unidade nacional e aprovaram a campanha salarial 2007/2008, o calendário de mobilização e o plano de lutas. A campanha tem os seguintes eixos: por salário, emprego e direitos sociais, contra a reforma da Previdência e pela participação no plebiscito de anulação do leilão da Vale.

As mineradoras, principalmente a Vale, estão batendo recorde de vendas e lucro. Os trabalhadores da Vale querem participar desta festa pois, se o bolo está crescendo, os trabalhadores devem ter sua parte.

Se depender do grupo União e Luta (conjunto de sindicatos combativos da CVRD – Metabase de Itabira-MG, Metabase dos Inconfidentes-MG, Sindfer ES/MG, setores do Sindmina Sergipe, oposição à diretoria do Metabase de Carajás-PA e mais sete sindicatos minoritários com base entre os trabalhadores da Vale), a campanha deste ano vai pegar fogo.

O União e Luta decidiu aproveitar esse período de alta lucratividade da empresa para lutar por aumento real de salários, ampliação de direitos, Plano de Cargos e Salários (PCS), organização no local de trabalho e unidade dos trabalhadores da Vale em nível nacional.

Além dessas bandeiras, o encontro deliberou por se juntar à Conlutas e ao conjunto dos movimentos sociais para lutar contra as reformas do governo que retiram direitos, principalmente a da Previdência. O encontro decidiu também participar do plebiscito nacional que se realizará entre os dias 1° e 7 de setembro pela anulação do leilão de privatização da CVRD e pela reestatização da empresa (ver páginas centrais).

Os trabalhadores decidiram também buscar a unidade com as outras categorias em campanha salarial, como metalúrgicos, petroleiros e bancários. No encontro, a palavra “greve” voltou a fazer a fazer parte da agenda de mobilização como a forma legítima de luta dos trabalhadores para defender seus direitos e salários.

Post author Efraim Moura, de Itabira (MG)
Publication Date