Trabalhadores da rede particular de ensino da Paraíba rompem com a CUT

O dia 25 de agosto de 2007 entrou para a história de luta do SINTEENP/PB (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino Privado da Paraíba). No XV Congresso Estadual da categoria, os trabalhadores e trabalhadoras desta entidade deram mais uma prova de sua disposição de luta. Por 85 votos a 38, a categoria decidiu que o sindicato se desfilie e rompa com a CUT.

Esta discussão foi iniciada há alguns meses e, na noite do dia 24 de agosto, na abertura do Congresso, houve um debate sobre “A Reorganização do Movimento Sindical”, com a presença dos representantes da CUT, Intersindical e, pela Conlutas, o companheiro Zé Maria. Na oportunidade, ficou claro para a base da categoria o papel traidor da CUT na atual conjuntura, cerrando fileiras ao lado governo Lula e dos empresários, apoiando a política traidora de retirada de direitos históricos da classe trabalhadora brasileira, como a proposta da Reforma da Previdência.

Dos quatro grupos de trabalho ocorridos no evento, três defenderam a proposta de desfiliação. Na hora do plenário, a confirmação: os trabalhadores e trabalhadoras não querem mais a CUT e querem agora que o sindicato escolha outros rumos para manter acesa a chama da luta. O companheiro Lissandro, dirigente do SINTEENP e militante do PSTU, resume bem o ânimo da categoria. “Esta sempre foi uma categoria de luta, que sempre enfrentou com coragem e disposição os patrões e não seria agora, numa discussão tão importante como essa, que tem a ver com o destino da categoria, que esta continuaria bancando uma entidade traidora como a CUT”, afirmou o companheiro.

Agora, o SINTEENP/PB vai iniciar o processo de discussão sobre para onde o sindicato vai. “Esperamos e vamos debater na base que o sindicato deve procurar participar dos fóruns da Conlutas como observadora e depois, antes mesmo do próximo congresso da Conlutas, que possamos definir a filiação do sindicato a esta entidade”, afirma Lissandro.

Além do SINTEENP/PB, o SINTEF/PB, sindicato que representa os trabalhadores e trabalhadoras do CEFET e a ADUFPB também já se desfiliaram da CUT e estão iniciando discussão para onde devem ir no próximo período. Ainda este ano, o SINTECT/PB deve aprovar a desfiliação da CUT e a filiação à Conlutas. È a reorganização do movimento sindical em curso na Paraíba.

Esta importante vitória da categoria é fruto do trabalho persistente dos companheiros ligados à Conlutas e também do grupo que conseguiu dentro da entidade, com companheiros e companheiras de luta, que compreenderam a necessidade histórica do sindicato dar este importante e decisivo passo adiante.