Trabalhadores da Parker também param

Os trabalhadores da Parker Hannifin, em Jacareí, resolveram parar a produção da empresa nesta quinta-feira, dia 31. A greve, que começou às 6h, é por tempo indeterminado e está sendo realizada devido o impasse nas negociações da Campanha Salarial deste ano.

Os trabalhadores exigem um aumento salarial real e manutenção dos direitos. As reivindicações são: aumento salarial de 13,8% e redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais, sem redução de salários.

A Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) ofereceu aumento de 5%, que foi rejeitado em unanimidade pelos trabalhadores da empresa. A Parker Haniffin possui 700 trabalhadores e a paralisação é geral.

Os diretores do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e região, José Mendonça e José Donizete de Almeida, estão no local em negociação com a diretoria da fábrica.

Paralisações
Ontem os trabalhadores da Parker Filtros, em São José dos Campos, realizaram uma paralisação de uma hora e meia, também dentro das mobilizações da Campanha Salarial.

Com a paralisação eles conseguiram aumento de PLR, modificação no ticket refeição, pagamento de férias atrasadas e a melhoria de outros direitos. Uma nova reunião foi marcada para o próximo dia 5, para a discussão da redução da jornada de trabalho.

A Campanha Salarial deste ano segue com força total. Os Sindicatos dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Campinas, Santos e Limeira estão em negociações com os patrões, representando 130 mil trabalhadores.