Sobre a cassação da candidatura João da Costa do PT

No último dia 23, a Justiça declarou a inelegibilidade por três anos do candidato do PT à Prefeitura do Recife (PE), João da Costa. O petista, líder das recentes pesquisas de opinião, foi condenado por abuso de poder econômico e político e teve seu registNOTA DO PSTU SOBRE A CASSAÇÃO DA CANDIDATURA JOÃO DA COSTA DO PT
As denúncias de uso da máquina pública que pesam sobre o PT e os fortes indícios da veracidade das denúncias só confirmam o que o PSTU vem dizendo: que o PT no poder assimilou a mesma prática da direita por sua adaptação ao Estado burguês. Ao mesmo tempo, as candidaturas Raul Henry (PMDB / PSDB) e Mendonça (DEM) não têm moral para exigirem a cassação da candidatura de João da Costa, pois, são herdeiros da política das oligarquias que se utilizam de todo tipo de manobra para se elegerem.

A oposição de direita usa da denúncia como mera tática eleitoral, pois não tem nada de “éticos” em suas trajetórias. Lamentamos o papel do candidato Edílson Silva do PSOL de fazer frente com o DEM nesse episódio.

O PSTU denuncia a pratica do PT e exige a punição de todos os envolvidos, ao mesmo tempo em que denunciamos a manobra da oposição de direita.

Fazemos um chamado aos trabalhadores que ainda confiam em João da Costa a romperem com o PT. Ao mesmo tempo, chamamos o PSOL a romper com esta frente com o DEM e a virem, junto com o PSTU, construir uma verdadeira ferramenta de luta, de esquerda, para a classe trabalhadora, na perspectiva de construir um verdadeiro governo socialista dos trabalhadores.