Servidores do Judiciário Federal fazem ato no dia 7 por reajuste e contra a corrupção

Manifestação acontece nesta quinta em São Paulo e terá participação de outras categorias que estão em greveNesta quinta-feira, 7 de julho, servidores do Judiciário Federal realizam manifestação em frente ao Fórum Pedro Lessa da Justiça Federal, a partir das 14 horas. O protesto combinará reivindicações gerais do funcionalismo público, como o reajuste emergencial de 18%, referente às perdas acumuladas durante o governo Lula, com questões específicas do Judiciário, como a luta por um PCS (Plano de Cargos e Salários) que valorize o servidor. A manifestação também será contra a corrupção e de apoio às outras categorias do funcionalismo que estão em greve por tempo indeterminado desde o dia 2 de junho (INSS, Saúde e ministérios e órgãos públicos ligados ao Executivo – Incra e DRT). O ato também terá a participação dessas categorias.

Em todo o país os servidores do Judiciário Federal preparam atos públicos e paralisação para o dia 7 de julho, data aprovada na última plenária nacional da categoria. A data-base dos servidores federais acontece em janeiro, mas até hoje não houve consenso nas negociações realizadas entre trabalhadores e governo. O Planalto insiste numa proposta de “reajuste” de 0,1%, considerado ofensivo pelas categorias do serviço público federal. Após o ato os servidores do Judiciário de São Paulo, em assembléia, decidirão se vão aderir à greve e paralisar suas atividades.

Os servidores do Judiciário exigem a apuração das denúncias de corrupção e punição dos corruptos, são solidários aos grevistas e também estão na luta por salários e condições dignas de trabalho e atendimento à população