Servidores da Uerj acampam no Palácio Guanabara

Os servidores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), em greve há oito meses, acamparam, na noite desta quinta-feira, no Palácio Guanabara, sede do governo estadual. Eles pretendem passar a noite em frente ao palácio, até que sejam recebidos pelo secretário Antonhy Garotinho, que vem adiando o encontro. A reunião de negociação que seria realizada na terça, dia 1º, foi desmarcada minutos antes, transferida para esta quinta.

Os oito meses de greve e a repressão da reitoria não esmoreceram os servidores. A ameaça de corte de ponto e o não reconhecimento do sindicato foram respondidas com um grande ato, no dia 22 de fevereiro, que forçou o governo a retomar as negociações. Com a vigília no Palácio, o movimento mostra à reitoria e ao governo do Estado que a greve não se curvará diante da truculência e seguirá com força até a vitória.

Solidariedade – Mensagens de repúdio aos ataques da reitoria e pela exigência do atendimento das reivindicações podem ser enviadas para o fax (21) 2284-5033.