Servidores cearenses denunciam submissão do governo ao FMI

Os servidores públicos de Fortaleza (CE) realizaram ontem um ato público em protesto contra a reforma da Previdência, na frente da sede da Delegacia Regional do Trabalho, no centro de Fortaleza, durante o qual denunciaram a submissão de Lula aos ditames do Fundo Monetário Internacional (FMI). Para os servidores cearenses, a PEC 40 objetiva privatizar a Previdência Social, com a transferência dos recursos para o sistema financeiro nacional e internacional. Além dos auditores-fiscais e técnicos da Receita Federal, participaram do ato os servidores ligados ao Sindicato da Construção Civil, Sintsef, Sinje, Sindait, Atefece e Sinasef.
“UM DIA NA PRAÇA”, sexta (18/07), terá presença da senadora Heloísa Helena e já está tendo divulgação no rádio e TV

O Movimento Unificado em Defesa da Previdência Pública reuniu-se ontem, dia 15 de julho, às 18h, na sede do SINTUFCe, para avaliar o movimento e onde deliberar alguns encaminhamentos para o “DIA NA PRAÇA”, nesta sexta, dia 18. Os servidores estarão na Praça do Ferreira, realizando atividades culturais e esclarecendo a população sobre os riscos da reforma para o país. A partir das 15 horas, haverá um debate sobre a reforma da previdência, com a senadora Heloísa Helena (PT-AL), que já confirmou presença.

O objetivo é denunciar o caráter perverso da reforma para a sociedade e solicitar o apoio de todos à nossa GREVE. Hoje, quinta e sexta-feira serão divulgados anúncios do ato de sexta no rádio e TV. Será confeccionada uma nota à população pela retirada da PEC e a defesa da Previdência Pública. A próxima reunião do Movimento será nesta quinta, dia 17, 18h, no SINTUF CE.