Seminário da Conlutas no Rio é marcado pelo chamado à unidade

A Conlutas/RJ realizou nos últimos dias 1º e 2 de dezembro, o seminário “Organizar a luta contra as reformas neoliberais”. O seminário contou com a participação de 189 representantes de 17 entidades sindicais, dez oposições sindicais e estudantis e oito organizações políticas.

O debate de abertura, no sábado, foi sobre “conjuntura nacional”, com Cláudio Gurgel (Reage Socialista), Cyro Garcia (PSTU), Henrique Acker (MTL) e o deputado federal Babá (PSOL). Babá destacou o protagonismo da Conlutas na reorganização do movimento e fez um chamado aos companheiros que articulam a “Intersindical” a se unirem e fortalecerem esta que já é uma alternativa de direção para os trabalhadores. Recentemente, o SEPE-RJ aprovou uma moção neste sentido, pela unidade da Intersindical com a Conlutas.

Outros três painéis foram realizados no primeiro dia do seminário. O primeiro, sobre a reforma sindical e trabalhista, contou com a participação de Dayse Oliveira (GT Negros/Negras Conlutas/SEPE), Aderson Bussinger (Sind.Advogados) e Danilo Serafim (Coordenador Geral SEPE/Enlace PSOL). Neste debate foi ressaltado a importância da luta dos trabalhadores e o papel da Conlutas.

Em seguida, houve o painel sobre reforma universitária, com Perciliana Rodrigues (Oposição Sintuperj), Carol Borges (Estudante UFF/Reage Socialista) e Marcelo Badauí (Conlute) e, por último, mas não menos importante o debate sobre “Reforma da Previdência” com Regina Menezes (Auditora Fiscal Previdência), Octacílio Ramalho (MNOB), Márcia Adriana (Sindsprev/RJ) e José Miguel (ANDES/SN).

Ao final, a plenária ressaltou a necessidade de reproduzir essas discussões através de Seminários pelas regiões do estado, nas entidades e por locais de trabalho. Neste sentido, já estão marcados seminários no Sul Fluminense e no setor de educação, em Belford Roxo e Duque de Caxias. Foi enfatizada também a necessidade de fortalecimento dos GT´s da Conlutas/RJ, que realizam suas reuniões na semana de 3 a 9 de dezembro, e preparam a participação do estado na reunião da Coordenação Nacional.

LEIA TAMBÉM

  • Seminário em São Paulo fortalece a luta contra as reformas neoliberais<