Sem-teto do Pinheirinho participam de ato contra violência neste sábado

Assim como em Goiás, proprietário tenta usar a polícia para retomar terreno abandonado em São José dos CamposSindicatos, trabalhadores sem-teto, entidades do movimento popular e o PSTU realizam um ato de protesto neste sábado, às 10h, contra a violência e impunidade no país. A manifestação será na Praça Afonso Pena, em São José dos Campos (SP).

Apesar de denunciarem há vários anos a violência militar usada contra os movimentos sociais (em desocupações, assembléia de trabalhadores e outras manifestações), as entidades decidiram voltar às ruas em decorrência dos assassinatos ocorridos em Anapu (PA), onde a freira Dorothy Stang foi assassinada e a desocupação de um terreno em Goiânia (GO), que também teve dois mortos e dezenas de feridos.

Para o presidente regional do PSTU, Antonio Donizete Ferreira, o Toninho, não dá pra aceitar esse tipo de violência e ficar de braços cruzados. “O chamado direito a propriedade não pode se sobrepor a vida. São trabalhadores que estão sendo assassinados por lutar por um pedaço de terra ou um teto pra morar com sua família. É preciso dar um basta nessa situação. Tanto o governo federal quantos os governos estaduais têm responsabilidade sobre isso“, disse Toninho.

A preocupação de Toninho é que o mesmo ocorra com os moradores da ocupação Pinheirinho, que estão em um terreno que há mais de 30 anos não cumpria qualquer função social, mas após a ocupação o antigo proprietário, quer retomar a área e está tentando através de medida judicial usar a polícia para retirar as famílias.