Reunião da coordenação nacional da Conlutas discute plano de ação

previsto para acontecer nos dias 13 e 14, encontro deve aprovar secretaria executivaNos dias 13 e 14 de setembro ocorre no Rio de Janeiro a primeira reunião nacional da Conlutas após o primeiro congresso da entidade. A reunião será a primeira também a funcionar sob as novas regras definidas pelo congresso e terá como uma das discussões mais importantes o plano de ação para este segundo semestre.

A partir de definição do congresso, a Coordenação Nacional vai continuar um plano de ação para impulsionar e buscar a unificação das campanhas salariais, de forma articulada à luta contra a carestia, o aumento da inflação e dos preços dos alimentos que vem sendo encaminhada pelos movimentos populares.

O plano também prevê a prioridade da batalha contra a criminalização dos movimentos sociais e a luta contra a interferência do governo e da CUT nas organizações sindicais, como está ocorrendo neste momento com o Andes/SN (leia matéria abaixo).
Para potencializar as lutas, a reunião deve discutir uma data específica para uma jornada unificada de mobilizações. Existe a proposta de essa data coincidir com a aprovada pelo Elac para uma jornada de mobilizações na América Latina. O Encontro Latino-Americano e Caribenho dos Trabalhadores aprovou a semana de 13 a 17 de outubro para uma série de manifestações no continente contra o imperialismo.

Secretaria Executiva
A reunião deverá também escolher a secretaria executiva da Coordenação Nacional da Conlutas. A direção da Conlutas continua sendo a Coordenação Nacional, composta por todas as entidades e movimentos que dela fazem parte. Mas essa direção terá a partir de agora uma secretaria executiva responsável por tocar as atividades cotidianas. Essa mudança pretende integrar um número maior de sindicatos e movimentos na direção cotidiana da entidade.

A política geral da Conlutas, assim, continua sendo definida pelo congresso e pela reunião da coordenação. A secretaria executiva, com 21 membros eleitos pela coordenação, irá implementar essa política no dia-a-dia.

Outra mudança definida pelo congresso foi a composição da própria Coordenação Nacional, que levará em conta o peso de cada entidade e movimento (leia o box).

Post author da redação
Publication Date