Rede Globo mente sobre a Previdência

"Sticker" que está rodando na Internet
Reprodução

O governo Lula está preparando a reforma da Previdência e conta com um forte aliado: a Rede Globo. A emissora está em plena campanha a favor reforma. Por meio do “Fantástico”, do “Jornal Nacional” e até das novelas, vem tentando convencer o povo que a aposentadoria no Brasil é uma das mais “generosas do mundo”.

A Globo mente porque está ligada aos grandes bancos patrocinadores dos fundos de pensão privados, que serão os grandes beneficiários da reforma da Previdência prevista pelo governo. Trata-se de uma negociata de bilhões de dólares.

Segundo o jornal O Globo, “a certeza de que a reforma virá, acarretando mais perdas aos usuários, é inclusive um dos cenários esperados pelas entidades de pensão privada para dar um novo boom de crescimento. Dessa forma (…) passariam a movimentar, em vez dos R$ 90 ou 100 bilhões previstos para este ano, algo entre R$ 500 e R$ 600 milhões”.

A Globo compara a situação da aposentadoria no Brasil à dos países europeus, sem dizer que o salário mínimo nestes países é pelo menos cinco vezes maior que o daqui, e a expectativa de vida é bem maior que a dos brasileiros. As grandes empresas costumam fazer isso, manipulando dados de outros países, para tentar impor as reformas neoliberais. Nos países europeus, tentam convencer os trabalhadores a rebaixarem seus salários, argumentando que no Brasil ou na China se paga muito menos.

Seria bom ver como algum dos milionários donos da Globo viveria com uma “generosa” aposentadoria de um salário mínimo.

Parte da manobra da emissora é tentar dividir os aposentados. A matéria do “Fantástico” atribuía a crise da Previdência aos trabalhadores com aposentadorias maiores. A manobra é clara: se esses aposentados fossem excluídos da Previdência pública (com a redução do teto da aposentadoria, hoje em R$ 2,8 mil), teriam de migrar para os fundos privados, engordando ainda mais os cofres dos bancos. Mas se esses trabalhadores ganham aposentadorias maiores, é porque também durante toda sua vida contribuíram mais para a Previdência.

Além disso, uma das propostas centrais do governo é desvincular os reajustes do salário mínimo dos benefícios da aposentadoria, diminuindo ainda mais os rendimentos dos aposentados.

A Globo tem um enorme peso na formação da consciência do povo brasileiro. Mas não é imbatível. Foi derrotada nas duas maiores mobilizações populares dos últimos 25 anos. A emissora foi contra a luta pelas eleições diretas, quando apoiava a ditadura, mas não conseguiu evitar as gigantescas manifestações. Apoiou a eleição de Collor e esteve contra a luta pelo impeachment, mas não conseguiu evitar sua derrubada. A Globo foi derrotada por uma campanha conjunta das entidades que lideravam essas lutas, acompanhada de uma gigantesca operação “boca-a-boca” dos ativistas.

Agora, para se contrapor a essa campanha pela reforma da Previdência, é necessário que todos os sindicatos e entidades de massa se dediquem a informar aos trabalhadores e ao povo pobre a verdade. Todos os ativistas devem levar ao seu local de trabalho esta campanha anti-reforma e anti-Globo.
Post author
Publication Date