Foto: Walmir Junior/Divulgação

Filipe Skiter e Soraia Chiabai, de Vitória (ES)

No último sábado, 14 de maio de 2022, o PSTU Espírito Santo realizou um ato de lançamento das pré-candidaturas do camarada Vinicius Sousa a governador e Filipe Skiter ao senado. O evento contou com a presença da pré-candidata a presidência da República pelo PSTU, Vera Lucia Salgado.

Vinicius Sousa é capitão da Polícia Militar no ES, militante do movimento Policiais Antifascismo e da Revolução Brasileira (Corrente do PSOL). Vinicius também tem sofrido perseguições pelo governo Casagrande (PSB) por ter participado de manifestações pelo Fora Bolsonaro. Sua candidatura é expressão do Polo Socialista Revolucionário. O PSTU cedeu legenda ao camarada para se candidatar ao governo a partir da defesa de um programa comum nos marcos do manifesto do Polo.

O PSOL no ES, em razão da federação com a Rede, não lançará candidato ao governo, dando espaço para a candidatura desse partido a um candidato diretamente apoiado por setores da burguesia capixaba.

Filipe Skiter é técnico-administrativo em educação na Ufes, dirigente da CSP Conlutas ES, membro do Movimento Nacional Quilombo Raça e Classe e presidente estadual do PSTU. A candidatura de Skiter expressa a geração de ativistas que se formou nos anos 2000 no movimento estudantil, a partir da defesa da educação pública e contra os ataques do governo Lula às Universidades. Recentemente, Skiter foi uma das principais lideranças nas manifestações do Tsunami da Educação (2019) e do Fora Bolsonaro (2020 e 2021).

No ato de lançamento, Vera enfatizou em sua fala que uma frente ampla com a burguesia não atende as necessidades da classe trabalhadora. “Fizemos uma frente ampla para derrubar Bolsonaro nas ruas. Mas não podemos fazer uma frente ampla para administrar o país. No projeto da classe trabalhadora não cabe a burguesia”, disse Vera. Ela ressaltou ainda que o PSTU tem o processo eleitoral como política estratégica, um fim em si mesmo. O objetivo do partido é discutir com a classe trabalhadora um projeto para resolver o problema da fome, da miséria, do desemprego, da inflação.

“Apresentamos um projeto diferente desta polarização entre Lula e Bolsonaro. Querem nos convencer de que Lula é a única pessoa que pode tirar Bolsonaro. Esta é uma tarefa prioritária também pa

Foto: Walmir Junior/Divulgação

ra nós, mas sabemos que tirar a ultradireita e eleger o Lula não significa tirar a organização e a política neoliberal. Precisamos de um projeto de transformação social, um projeto de mudança do sistema capitalista em socialista. Nós temos um projeto de sociedade socialista que vai nos permitir que possamos viver livres e em paz. E isto é o que o sistema capitalista não nos permite”, conclui Vera.

O ato de lançamento contou com importantes participações da vanguarda e representação do Movimento Policiais Antifascismo, PCB e da vereadora de Vitória pelo Psol, Camila Valadão. Camila em sua saudação disse ter certeza de que a candidatura de Vinicius será a única candidatura de esquerda nas eleições do ES, e desde já declarou seu apoio.

A unidade que está sendo construída entre os capixabas demonstra o acerto da política do Polo Socialista e Revolucionário no sentido de reunir as organizações e ativistas críticos à candidatura da frente popular e à conciliação de classes. E será um ponto de apoio importante para aglutinar os ativistas do PT e do Psol que estejam inconformados com as alianças impostas pela direção desses partidos.