Psol de Sergipe registra falsa denúncia contra o PSTU no Ministério Público

A coordenação do PSOL de Sergipe extrapolou a disputa política e chegou ao ponto de apresentar uma denúncia no Ministério Público contra o PSTU estadual. O PSOL acusa militantes do partido de terem usado um carro do sindicato dos petroleiros para irem a uma reunião que trataria da realização de um debate eleitoral na TV.

A denúncia diz que “ficou comprovado que o representante da candidata ao governo de Sergipe, Vera Lúcia do PSTU e o Sr. Roberto Aguiar juntamente com o candidato a deputado federal Zeca do mesmo partido e motorista este não identificado foram à reunião com o carro do sindicato da Petrobrás”.

Afirma ainda que “para comprovar o fato tenho um vídeo gravado na hora de identificação deles na portaria da emissora quando se dirigiam ao local da reunião”.

Um verdadeiro escândalo quando um partido que se diz socialista e dos trabalhadores gasta seu tempo denunciando outro partido operário e socialista ao invés de denunciar os grandes desmandos, a corrupção e a roubalheira dos patrões.

Nesta mesma reunião, realizada na TV Sergipe, a coordenação do PSOL se aliou com o DEM para eliminar o PSTU do debate a ser realizado por essa
emissora de TV.

Roberto Aguiar é jornalista do Sindipetro AL/SE e, junto com o candidato Zeca, somente havia pego uma carona com o diretor do Sindipetro AL/SE, Pedro Messias, que estava de passagem por ali, enquanto ia do sindicato a uma atividade sindical em Carmópolis.

O carro do Sindipetro AL/SE não permaneceu no local da reunião, esperando-os. Terminada a reunião da TV Sergipe, ambos retornaram ao seu trabalho de ônibus.

A direção do PSTU, tentando esclarecer os fatos com a direção do PSOL, partido que considera aliado apesar das diferenças políticas, foi informada que um suposto membro da coordenação do PSOL, o Sr. Marcos Antônio dos Santos, diretor do Sindicagese, fez uma denúncia à polícia, de que o petroleiro Dalton Santos, candidato a vice-governador pelo PSTU, estava a sua procura armado e que o ameaçava. Dalton afirmou que nunca nem teve arma. “Nunca tive, nem pretendo ter, e também não preciso ter”.

Triste fim está tendo o PSOL no estado de Sergipe.

  • Psol envia carta aberta ao PSTU de Sergipe