População de Juazeiro do Norte toma as ruas e derruba taxa de esgoto

Na cidade de Juazeiro do Norte, a CAGECE (Companhia de Água e Esgoto do Ceará) , o governo estadual do PSDB e o prefeito Raimundo Macedo decidiram criar uma taxa de esgoto, no valor igual a da taxa de água, que já é cobrada. Ou seja, quem pagava R$ 50 de água passaria a desembolsar R$ 100. Ocorreu aquilo o que o PSTU da cidade já vinha advertindo há cerca de três anos, quando foi renovado o convênio entre a empresa e a municipalidade.

No entanto, a população se sublevou e multidões ganharam as ruas. Três manifestações colocaram os poderes instituídos em alerta total. A Câmara Municipal, que fazia parte da trama contra o povo, tratou de votar, por unanimidade, um decreto legislativo suspendendo a cobrança da famigerada taxa. O fato foi ignorado pela CAGECE. Os trabalhadores – que criaram uma coordenação para organizar o movimento – decidiram permanecer na rua até a derrubada do nefasto tributo, o que ocorreu com uma liminar na Justiça estadual.

Para Fábio Souza e Marcos Tavares, duas das lideranças da luta, a vitória só se fez possível devido a ação direta de trabalhadores, aposentados, donas de casa e estudantes. Contudo, a população permanece vigilante e mobilizada contra possíveis manobras do governo e da companhia.