Plenária do Rio de Janeiro avança na construção do dia 25

No dia 17 de março, ocorreu no Rio a plenária da Conlutas de preparação do Encontro Nacional. Com a presença de mais de 80 participantes e várias entidades, a reunião contou com um ponto político e outro organizativo. A discussão foi muito rica: o conjunto das intervenções apontou para a necessidade da construção de um Plano de Lutas e para a organização de um “Contrafórum”, em contraponto ao Fórum do governo e entidades governistas que tentam avançar com mais uma etapa da reforma da Previdência.

Foi ressaltado, também, o importante ato do Dia Internacional da Mulher, que ajudou a impulsionar a luta antiimperialista no país. Agora é avançar na construção do 1º de Maio, que deve ser parte das tarefas do próximo dia 25.

Com a expectativa de levar mais de 20 ônibus do estado, a delegação do Rio está animada e comprometida a não parar após o Encontro. Os lutadores cariocas acreditam que é possível unificar amplos setores na luta contra as reformas de Lula e do FMI e construir um calendário de lutas unificado.

Além da plenária, iniciativas importantes estão acontecendo nos sindicatos. O Sepe/RJ aprovou um plano de lutas que tem como principal resolução a criação do Fórum Nacional Contra as Reformas. A Conlutas/RJ tem orientado as entidades a fazerem a discussão em seus fóruns e levarem propostas ao Encontro.