Reunião com ativistas das cidades de Ouricuri e Petrolina, no Sertão Pernambuco | Foto: PSTU-PE

Depois de mais de sete horas de viagem, o PSTU e seus pré-candidatos realizaram hoje, dia 16, uma visita ao Sertão de Pernambuco para discutir programa e candidaturas que sejam uma alternativa socialista e revolucionária para a classe trabalhadora do interior do Estado.

A visita teve inicio pela cidade de Araripina, a 682 km de distância da capital Recife. No período da manhã, aconteceu uma reunião com dirigentes do Sima (Sindicato dos Servidores Municipais de Araripina). A conversa tem como centro a necessidade de derrotar Bolsonaro e os ricos, mas sem colaboração de classe como propõe o PT, com a chapa Lula- Alckmin.

Na em sua fala, Jeferson – pré-candidato a deputado estadual – pontuou que “o PSTU tem muita coerência, não tem rabo preso com os patrões e com nenhum governo dos ricos.”

Na reunião, definiu-se que a pré-candidatura de Jeferson será um ponto de apoio à pré-candidatura da Vera à presidência da República e de Claudia Ribeiro ao governo de Pernambuco.

Em Araripina aconteceu uma reunião com dirigentes do Sindicato dos Servidores Municipais (Sima) | Foto: PSTU-PE

Ouricuri

Na parte da tarde, a militância do PSTU dirigiu-se para cidade de Ouricuri, onde aconteceu uma reuniu com ativista desta cidade e de Petrolina. “Em Pernambuco, são 16 anos de um governo de colaboração classe do PSB, PT e PCdoB que tem como saldo mais de 50% das pessoas na pobreza, recebendo até R$ 497,00, ou seja, é um governo a serviço dos ricos e das multinacionais”, pontuou Claudia Ribeiro, pré-candidata à governadora.

Laurentino, assalariado rural de Petrolina e pré-candidato a deputado estadual, ressaltou a realidade dos trabalhadores do agronegócio da uva e da manga para exportação. “Nós somos tratados como escravos na lavoura. Cheguei há trabalhar 16 horas, durante três meses. Não tinha tempo para dormir e nem de ficar com meus filhos. Tudo isso pra enriquecer os patrões”, afirmou.

As duas reuniões realizadas no dia de hoje fortaleceu a relação do PSTU com trabalhadores sertanejos, lutadoras e lutadores, que buscam uma saída revolucionária e socialista frente à barbárie do sistema capitalista e às diversas alternativas burguesas e reformistas.