Passeata e Ato Público de apoio ao Pinheirinho em Fortaleza

Nesta segunda-feira, 23 de janeiro, foi a vez de Fortaleza se solidarizar com os moradores do Pinheirinho. Os estudantes de Comunicação Social, reunidos em congresso nacional na cidade, organizaram o ato que reuniu aproximadamente 150 pessoas.

Junto aos estudantes somaram-se sindicalistas da construção civil, confecção feminina, bancários e professores da rede estadual e municipal. Além de militantes da CSP-Conlutas, UNE, Intersindical e do PSOl, PCB e PSTU.

Durante o ato foram distribuídas uma “Carta ao povo Cearense” assinada pelas entidades que construíram o ato e a nota do PSTU sobre a ação criminosa e ilegal que ocorreu no Pinheirinho no domingo, 22 de janeiro.

Com suas bandeiras e faixas, cantando e gritando palavras de ordem de apoio aos moradores do Pinheirinho, dialogando com a população, distribuindo panfletos e interrompendo o trânsito do fim do dia, construímos a solidariedade. Defendemos a moradia e denunciamos as mentiras da imprensa burguesa que tenta desvirtuar e atacar o movimento e a resistência da comunidade de Pinheirinho em São José dos Campos.

Foi denunciada a truculência da polícia comandada pelos governos estaduais e municipal do PSDB paulista e cobrado da Presidente Dilma e de seu governo um posicionamento que defenda a legalização definitiva do espaço ocupado hoje pelo Pinheirinho e interrompa esta tragédia repressora contra os moradores desta comunidade de São José dos Campos.

Foi um ato importante que se somou ao conjunto de manifestações nacionais organizados em apenas 24 horas diante do ataque ao direito dos trabalhadores.