Obras de Oswald de Andrade

Memórias Sentimentais de João Miramar (1924) é um “romance-invenção” que conta a história de um escritor, no início do século XX, através de um texto composto de frases curtas, fragmentos justapostos, montagens paródicas e poemas intercalados ao texto. Uma estrutura bastante semelhante a de Serafim Ponte Grande (1933), que conta as desventuras de um herói buscando a utopia em um país marcado pelo atraso.

Entre 1943 e 1946, Oswald publicou dois volumes do romance Marco Zero, cujo propósito era fazer uma análise da crise econômica de 1930 e da sociedade burguesa paulista. Na poesia, sua principal obra é Pau-Brasil, de 1925. Além disso há também Primeiro Caderno de Poesia do Aluno Oswald de Andrade (1927) e Poesias Reunidas (1945).

No teatro, destacam-se O Homem e o Cavalo (1943) e a sensacional O Rei da Vela (1937), considerada o primeiro texto modernista para teatro, ao tratar, com enfoque marxista, a sociedade decadente, com a linguagem e o humor típicos do modernismo.
Post author
Publication Date