O “Socialismo do século 21” de Hugo Chávez

Queremos nos referir também a Hugo Chávez e sua proposta de “Novo Socialismo do Século XXI”. Afirmamos que é uma falsa ilusão esperar que as forças armadas burguesas e um setor da burguesia (a “burguesia boliviariana”) possam encabeçar uma transformação revolucionária socialista na Venezuela.

Já assinalamos que o socialismo só pode ser construído como um processo baseado na mobilização e organização autônomas dos trabalhadores e do povo, para construir um novo sistema político-econômico-social a serviço de suas necessidades. Para se desenvolver, este processo deve lutar não só contra o imperialismo mas também contra as próprias burguesias nacionais associadas ou subordinadas a ele. A história já nos mostrou vários exemplos desse falso “socialismo burguês”, como o peronismo argentino ou o nasserismo egípcio, que se limitaram a fazer algumas poucas reformas, mas não transformaram, e sequer se propunham ou poderiam fazê-lo, as bases econômicas capitalistas de seus países nem a raiz de classe do Estado.

Ao mesmo tempo, a manutenção das péssimas condições de vida dos trabalhadores venezuelanos, apesar dos grandes ingressos pelas exportações de petróleo, por um lado, e a repressão às lutas genuínas dos trabalhadores (como ocorreu com a Sanitarios Maracay, os petroleiros e os funcionários públicos) vão, pouco a pouco, derrubando a máscara desse suposto “Socialismo do Século XXI”.

Post author
Publication Date