O preço da gasolina é um roubo

No Brasil, o preço do litro da gasolina está entre R$ 2,80 e R$ 3. A extração de um barril de petróleo (159 litros) varia de 1 dólar (nos poços terrestres da Arábia Saudita) a 15 dólares (nas plataformas marítimas). Com isso, o custo médio mundial de extração e refino de um barril de petróleo bruto é de 9,28 dólares.

Só que o preço internacional do barril está cotado a 123 dólares. A diferença entre custo de produção e preço de venda, que dá uma média de mais de 100 dólares o barril, dá a magnitude dos lucros das empresas petrolíferas.

Quando o consumidor brasileiro chega à bomba para abastecer o tanque do seu carro e paga R$ 3 por litro, significa que o preço de 74 litros de gasolina, de apenas um barril de petróleo bruto, é de R$ 223. O que significa um lucro para as multinacionais e para os postos de gasolina de mais de R$ 200 por barril de petróleo ou R$ 2,60 por litro de gasolina vendido na bomba.

O povo brasileiro deve imaginar que o pré-sal faria baixar o preço dos combustíveis. De fato, o litro da gasolina poderia ser vendido a R$ 0,12 (como no Irã, onde o preço é de 0,08 dólar o litro), ou seja, 96% mais barato que hoje.
Ocorre que os governos de FHC e Lula armaram uma arapuca para o povo brasileiro, com seus marcos regulatórios que beneficiaram as grandes petroleiras estrangeiras. Estes governos aprovaram os modelos de regimes de concessão e de partilha para favorecer os interesses econômicos do imperialismo.

O governo poderia deter a inflação dos combustíveis, abaixando radicalmente o preço da gasolina. Assim poderíamos ter a gasolina muito mais barata, principalmente para o transporte. Com isso, daria para reduzir significativamente o preço dos alimentos. No entanto, uma medida como essa desagradaria os acionistas estrangeiros da Petrobras, os maiores beneficiados pelo alto preço dos combustíveis.

É urgente a reestatização da Petrobras e a retomada de todos os blocos exploratórios e campos de produção de petróleo bruto, sem indenizações, e a nacionalização de todas as empresas petrolíferas que operam no Brasil. Com o monopólio estatal da exploração e refino do petróleo, poderemos ter a gasolina muito mais barata.

Post author Dalton dos Santos, de Aracaju (SE)
Publication Date