O caminho do sandinismo

Publicamos a seguir trechos do texto “Do sandinismo ao danielismo”, de Mônica Baltodano, uma das comandantes guerrilheiras da FSLN que denuncia a trajetória da direção sandinista, com Daniel Ortega à cabeça, que agora volta ao poder na Nicarágua. O texto completo está em nosso portal.

“A Frente Sandinista de Libertação Nacional (…) é hoje vítima do seqüestro e controle férreo de Daniel Ortega e de um pequeno grupo de dirigentes sandinistas, convertidos em empresários a partir das propriedades das quais se apoderaram com a divisão de bens do Estado, realizada depois da derrota eleitoral do FSLN em 1990 (…)

Os líderes oficiais da FSLN não fizeram nada para enfrentar o desmanche feito contra o povo das conquistas revolucionárias e o fim de suas esperanças em um futuro digno. Pior: eles também participaram nesse ataque através das instituições estatais que controlam e das empresas que manejam. Só lhes resta a retórica revolucionaria, e a única ‘oposição’ que praticam se orienta a controlar mais postos de poder (…) Certamente, o discurso de Ortega e suas aproximações oportunistas a líderes da esquerda latino-americana buscam mostrá-lo como um esquerdista radical. Lamentavelmente, fora da Nicarágua se desconhece a esquizofrenia da FSLN e de seus dirigentes: na boca um discurso de esquerda e na vida uma prática política corrupta e favorecedora do neoliberalismo e dos interesses da direita”

Post author
Publication Date