Nova pesquisa mostra queda da popularidade de Lula

Perguntas do Ibope foram feitas depois das denúncias de Duda Mendonça. Para 52%, Lula não é mais confiávelDepois do bombástico depoimento de Duda Mendonça na CPI, no dia 11 de agosto, e da entrevista do presidente do PL, Valdemar Costa Neto, à revista Época, a lama atingiu em cheio o presidente Lula. A partir daí, não há mais como segurar a imagem de inocente e ingênuo do presidente. Os abalos provocados naqueles dias puderam ser sentidos com mais força agora, no dia 23 de agosto, com a divulgação de uma pesquisa, realizada pelo Ibope entre os dias 18 e 22.

O índice dos que aprovam o governo Lula, dos 54% em julho, caiu para 45%. Desde junho, quando começou a crise política, já são 10 pontos de queda. O índice dos que desaprovam o governo saltou de 38%, em julho, para 47%.

Também foi questionada a avaliação do governo, e, nesse item, confirmou-se a perda de popularidade. Cerca de 29% consideraram o governo ótimo ou bom, contra os 36% de julho e os 35% de junho. A avaliação regular, que foi de 41% em junho e 40% em julho, agora chega a 38%. O número dos que consideram o governo ruim ou péssimo foi para 31%, sendo que, em junho, esse índice era de 22%.

Uma terceira pergunta da pesquisa foi sobre o grau de confiança da população no presidente, que também caiu drasticamente. Se em junho, 56% confiavam em Lula, essa confiança agora se restringe a 43%, mostrando uma queda de 13% em dois meses de crise. Por outro lado, o número dos que não confiavam em Lula era de 38% em junho e subiu para 52% nessa pesquisa de agosto.

Os entrevistados também puderam apontar quem são os maiores responsáveis pela crise. Para 29%, o PT é o maior responsável; 28% culpam os deputados federais; 22% responsabilizam o presidente Lula; 19% acham que são os partidos aliados; e 16% culpam o sistema político eleitoral pela crise.

Também cresceu o número de entrevistados que tomaram conhecimento de alguma denúncia de corrupção nas últimas semanas. Em julho, o índice dos que tomaram conhecimento era de 72%, agora é de 81%.

Essa pesquisa mostra que o governo está cada vez mais fragilizado, que a figura de Lula perdeu a imunidade e que é preciso fortalecer as lutas neste momento. Caiu a armadura do presidente. A população já enxergou que o governo Lula e o Congresso estão enlameados até o pescoço. Agora, é preciso que ela tome as ruas do país e derrube não somente o presidente, mas todos que estão no poder se beneficiando do dinheiro público e fazendo reformas que atacam os trabalhadores, como os políticos da oposição de direita, de partidos como o PSDB e o PFL.