No Amapá, chapa da Conlutas vence eleições de rodoviários

Baixe o Dossiê Amapá (.pdf)

No dia 24 de abril, a chapa apoiada pela Conlutas venceu as eleições para a diretoria do Sindicato dos Rodoviários do Amapá. A nova gestão dirigirá a entidade até 2012. O novo presidente é Carlos Cley, motorista de ônibus. A chapa vencedora teve 245 votos contra 137 obtidos pela chapa apoiada pelos patrões.

Esta vitória foi uma resposta dos trabalhadores rodoviários aos patrões que têm atacado sistematicamente a categoria. Os ataques incluem demissões, arrocho salarial, péssimas condições de trabalho, repressão ao livre direito de manifestação, ameaças de morte e mesmo atentados à vida de sindicalistas.

Em agosto do ano passado, o ex-presidente Joinvile Frota teve sua casa incendiada. Ele encontrava-se na residência com sua companheira, Liduína, e seus filhos. Depois, 90% da diretoria do sindicato foi demitida.

Nesta eleição, os trabalhadores ligados à Conlutas fizeram uma campanha aguerrida, sob ameaças e perigos e com pouco dinheiro. A chapa de oposição contou com o apoio dos patrões e da mídia local.

Esta categoria é um exemplo do quanto a ganância dos empresários por lucros não tem limites. Os rodoviários trabalham cerca de 12 horas por dia, recebem salários baixíssimos e a maioria sofre de alguma doença ocupacional.

A vitória dos rodoviários de luta no Amapá deve ser encarada como uma vitória de toda a classe trabalhadora contra os desmandos dos patrões no país.

  • Baixe o Dossiê Amapá (.pdf)