Na cidade do Rio, professores lutam contra privatização

No Rio, um projeto de Lei do prefeito Eduardo Paes (PSDB) passa para ONG’s a responsabilidade de gerir os recursos, equipamentos, prédios e pessoal da administração pública. A lei já está na Câmara de Vereadores para ser votada. Para o Sepe (sindicato que reúne funcionários da rede estadual e municipal do ensino) e demais entidades do funcionalismo municipal, a aprovação do projeto significa a privatização do serviço público municipal.

O próprio secretário chefe da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho, afirmou em entrevista a uma rádio que o governo não sabe o que vai acontecer com os servidores que trabalham nos setores da administração municipal que serão repassados para a gestão das Organizações Sociais. O projeto implanta também as gratificações por metas, sistema já implantado pelo governo Garotinho na rede estadual.

Post author
Publication Date