Mototaxistas realizam ato em Aracaju

Desde às 7h, centenas de mototaxistas concentravam-se em frente à sede do Sindicato dos Petroleiros para mais um dia de luta pela regulamentação de sua profissão. A manifestação foi organizada pelo SINDIMOTAJU (Sindicato dos Mototaxistas de Aracaju) e teve o apoio da Conlutas, Sindipetro AL/SE e da ANEL(Assembléia Nacional dos Estudantes).

Desde o ano passado, a luta dos mototaxistas vem ocorrendo. Este ano a luta se fortaleceu quando o debate foi levando à Câmara de Vereadores. O vereador Fábio Mitidieri (PDT) apresentou um Projeto de Lei que regulamentava o trabalho dos mototaxistas, mas o projeto não foi aprovado. O prefeito Edivaldo Nogueira (PCdoB) tem se posicionado contrário à luta dos mototaxistas e afirmou que não regulariza a profissão e ponto final. O vice-prefeito, Silvio Santos (PT) em entrevistas em uma rádio, reafirmou a posição do prefeito e ainda disse que a prefeitura vai aumentar a fiscalização para impedir o trabalho dos mototaxistas.

Para o presidente do SINDIMOTAJU, Jailton Pereira, a postura do prefeito é uma traição aos trabalhadores e condenou a repressão que os mototaxistas vêm sofrendo durante suas mobilizações. O grande número de policias que acompanhavam o protesto demonstra a prática repressiva da prefeitura.

O ato percorreu às principais ruas de Aracaju. Foi realizada uma paralisação em frente à Câmara Municipal, onde foi exigindo a aprovação do projeto que regulariza o trabalho dos mototaxistas. “As manifestações continuarão e a Conlutas estará presente ao lado dos mototaxistas”, afirmou Dalton dos Santos, diretor do Sindipetro AL/SE.