Morre uma lutadora e socialista

Eugênia era maquinista da CBTU e militante do PSTU

Eugênia foi a primeira mulher a pilotar um metrô de Recife e deixa saudades a todos que a conheceramÉ com muito pesar que comunicamos a todos e todas que a companheira Eugênia Maria Ramos Pereira dos Santos, de 51 anos, faleceu na madrugada desse dia 1º de novembro no Hospital Dom Helder, no município Cabo de Santo Agostinho (PE).

Eugênia era maquinista da CBTU, militante do PSTU e diretora do Sindicato dos Metroviários de Pernambuco e da FENAMETRO. A companheira estava participando do congresso dos Metroviários de Pernambuco, onde era delegada, e vinha reclamando de uma indisposição no decorrer do sábado, mas se negava ir ao médico para não perder o congresso. Entretanto, na madrugada do domingo, foi levada às pressas para o hospital e ao que tudo indica por um problema pulmonar.

Ela havia participado da palestra apresentada pelo companheiro Nazareno Godeiro, do Ilaese, sobre o projeto de 2% do PIB para o transporte e contra a privatização do metrô por parte do governo Dilma em BH. Ela também estava muito contente com a vitória do Náutico, seu time de coração.

Eugênia foi a primeira mulher a pilotar um metrô de Recife e deixa saudades a todos que a conheceram: uma companheira de luta, uma grande mãe, solidária, que sempre acreditou no socialismo e no PSTU. Para os que ficam ela deixa uma lição de vida e com certeza viverá para sempre na memória de todos e todas que tiveram o prazer de conhecê-la.

Companheira Eugênia, presente!