Mais de 600 participam de Encontro no Rio

Nos dias 4 e 5 de maio mais de 600 pessoas se reuniram em Quintino, no Rio de Janeiro, no Encontro Estadual de Formação e Mobilização contra a Alca. O Encontro começou com uma apresentação dramática organizada pelo MST e contou com uma palestra de João Pedro Stédile e César Benjamim.

Militantes do movimento sindical, de associações de moradores, das pastorais sociais, discutiram as conseqüências da Alca e como organizar a luta contra sua implementação.

O esforço político por parte da Consulta Popular, do MST e do PSTU garantiu um grande evento e organizou centenas de pessoas para multiplicar a campanha.

Os resultados já estão vindo. A organização por região já está em funcionamento, várias regiões já estão dando continuidade ao debate.

Poucos candidatos participaram efetivamente do Encontro, Cyro Garcia pré-candidato a governo do Estado e Agnaldo Fernandes pré-candidato a deputado federal pelo PSTU, foram presenças constantes no debate.

Um dos pontos mais marcantes foi a apresentação de uma moção em defesa da greve dos profissionais de Educação exigindo a abertura de negociações por parte da governadora do PT, Benedita da Silva, e a imediata suspensão do corte do ponto. Esta moção foi aprovada por aclamação.

No próximo dia 17 de junho, haverá o lançamento do Manifesto contra a Base de Alcântara — no Teatro João Caetano, Rio de Janeiro