Libertem Paulinho já!

Prisão de sindicalista é um ataque aos movimentos sociais da regiãoNa tentativa de enfraquecer o movimento sindical no Vale do Paraíba, no dia 16 de janeiro, quando começava a campanha para a eleição do maior sindicato da região, foi preso o dirigente regional da Conlutas Paulo Ferreira da Silva, o Paulinho.

Cipeiro na empresa de ônibus JTU e membro da oposição ao Sindicato dos Condutores, Paulinho foi acusado de participar do assassinato do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Jacareí, Ângelo Maria Lopes Filho.

O crime ocorreu em junho de 2005, no dia em que Paulinho dirigia uma greve do transporte urbano de Jacareí. O presidente da OAB era advogado tributarista da empresa de ônibus, nem participava das negociações relacionadas a questões trabalhistas. Nesse dia apenas acompanhava o outro advogado responsável por esse tema na JTU.

Não existem provas concretas para incriminar Paulinho, que foi visto durante todo o dia do assassinato na condução da greve.

Trata-se, na verdade, de mais uma tentativa de criminalizar o movimento. Os sem-teto do Pinheirinho são constantemente ameaçados pela polícia, que também está sempre presente nas atividades dos sindicatos combativos da região.
É preciso que os companheiros e as entidades de todo o país se mobilizem contra mais esse ataque. Foram realizados dois atos em Jacareí, com a participação massiva de diversas entidades locais e estaduais, além de vereadores de São José e Jacareí, exigindo a libertação de Paulinho e um pedido de hábeas corpus já foi encaminhado. Envie um fax com a moção para as seguintes autoridades, com cópia para a Conlutas do Vale do Paraíba (valedoparaiba@conlutas.org.br):

•Dra Antonia Brasiliana de
Paula Faroh
Juíza da 2ª Vara Criminal de Jacareí – (12) 39535111
•Delegado Dr. Paulo Afonso Tucci
Delegado Seccional de Jacareí – (12) 39536000
•Dr. Luiz Carlos Ribeiro
dos Santos
20 Vice Presidente – Tribunal de Justiça – (11) 31059463

Post author
Publication Date