Jornada de luta em dia de ação global contra as demissões

Teve início na madrugada do último dia 10, o “Janeiro Vermelho” em São José. No pátio da GM, sindicato e milhares de trabalhadores realizaram uma assembléia-ato e deram início à jornada de mobilizações.

No mesmo dia, às 9h, foi realizada uma assembléia seguida de passeata com cerca de 400 trabalhadores em lay-off. A passeata seguiu até a prefeitura da cidade, para exigir do prefeito Carlinhos Almeida (PT) uma posição pública contrária às demissões.
No dia 13, foi a vez da luta em defesa dos empregos na GM chegar ao Salão Internacional do Automóvel, em Detroit. A maior feira de automóveis do mundo foi surpreendida por uma manifestação contra a GM e as demissões em São José, articulada em um encontro internacional de trabalhadores da GM, que ocorreu ano passado, em São José dos Campos.

Já no dia 17, ocorreu novo ato com os trabalhadores em lay-off, desta vez em frente à Associação do Comércio e da Indústria (ACI). Por fim, no último dia 18, em assembléia na portaria da GM, o sindicato e cerca de 4 mil trabalhadores realizaram paralisação de duas horas.

Novas Ações
No dia 23 será realizada, em São José, nova assembléia na fábrica e uma vigília em frente ao local das negociações, que contará com a presença de entidades nacionais e estaduais.

Já em nível internacional, o dia 23 será um dia de Ação Global contra as demissões na GM, com novas ações no Salão do Automóvel em Detroit e atividades na Alemanha, Colômbia, Espanha e Itália.

Post author
Publication Date