Ingerência e perseguições da Reitoria marcam eleições na UERJ

No dia 11 a Comissão Eleitoral homologou o resultado das eleições para a renovação da diretoria do SINTUPERJ (Sindicato dos Trabalhadores da Universidade Estadual do Rio de Janeiro), em que a Chapa 2 – Unidade pra Lutar, apoiada pela Conlutas, obteve 496 votos, sendo vitoriosa a Chapa 1, apoiada pela reitoria e pela CUT, que obteve 641 votos.

Infelizmente, as eleições foram marcadas por diversas ingerências e perseguições da reitoria a fim de tentar intimidar os setores combativos do movimento e garantir a vitória da Chapa 1. O diretor do Hospital Pedro Ernesto da UERJ, por exemplo, apoiou ostensivamente a Chapa 1 enquanto instaurou sindicância contra integrantes da Chapa 2, justamente durante as eleições.

Apesar disso, a Chapa 2 saiu vitoriosa na eleição para a Delegacia Sindical da UENF (Universidade Estadual do Norte Fluminense) e obteve cerca de 45% da eleição, resultado que confirma o espaço para a defesa de uma universidade pública, gratuita e democrática e dos direitos do servidores.

A Chapa 2, coerente com o histórico de luta de seus integrantes, continuará na luta contra as reformas trabalhista, sindical e previdenciária e chama todos os servidores a exigirem da nova diretoria do SINTUPERJ o respeito às decisões da categoria e a continuidade da luta pela melhoria do PCC e PCV. Além da reposição das perdas salariais, pela suplementação imediata de verbas e contra a privatização da UERJ e UENF, pois não há qualquer garantia que uma chapa apoiada pela reitoria e pela CUT governista encaminhe essas lutas se não houver pressão da base.
Post author
Publication Date