Fuera Bush: Povo colombiano reage à repressão

Manifestantes reagem à violência policial em Bogotá
Reprodução

Em Bogotá, Colômbia, pelo menos seis pessoas ficaram feridas pela repressão policial em atos de protesto. De acordo com a Agência France Press, 120 foram detidos no domingo, 11 de março.

Aproximadamente cinco mil ativistas tentaram chegar ao palácio do governo, mas foram impedidos pela polícia, que formou um cordão de isolamento. Os manifestantes, entretanto, conseguiram romper o cordão no exato momento em que passava pelo local a comitiva de Bush.

A polícia, então, lançou bombas de gás lacrimogêneo e jatos d´água sobre os ativistas, que resistiram atirando pedras e coquetéis molotov. Quando os policiais brutalmente conseguiram afastar a manifestação do palácio, esses não se dobraram e fizeram ações em bancos e lojas. Lojas foram saqueadas no chamado “centro internacional” de Bogotá.

O tráfego de ônibus foi trancado pelos protestos na avenida Caracas, uma das principais da cidade. Ativistas venezuelanos se somaram aos protestos, trancando a ponte que liga a Colômbia à Venezuela.

Fuera Bush: Uruguai protesta contra presidente dos EUA e Vázquez